31.3.09

protozoários

bactérias, parasitas
dentro de mim
me substituem
como a serpente abocanha
silenciosa e destrutiva
passeiam adentro
me adoece e paralisa
mata lentamente

pouco importa que dia é hoje
parece ontem e anteontem..
um comentário imbecil
surge vez ou outra
e o que se sente
já pouco se sabe
pouco se sente
pouco

2 comentários:

Márcio B. S. disse...

O pior tipo de destruição é aquela q começa por dentro...

Laís disse...

mata lentamente...

Muito bom, como sempre!

Bruno, tudo bem?

Espero que sim.Bem, gostaria que vc me reenviasse aquele e-mail com o convite para aquela reunião que você fará no conservatório, posso te ajudar a divulgar??

Abraço

Laís