7.11.09

vida próxima e distante

cada experiência vivenciada que passamos
nos aproxima mais de nós mesmos

quem vive o dia-a-dia no batidão
sem se ligar no que está rolando
não percebe isso

não é evitando conflitos que os vivenciamos
mas apreendendo a lidar com eles..
(a negação é apenas mecanismo de defesa)

tudo o que se une, se dispersa
re-interpretar e re-significar é mudar

4 comentários:

Catherine Castanho disse...

Verdade..
É preciso viver de uma forma consciente, compreender o caos da vida. Parafraseando Nietzsche:
"Só quem tem o caos dentro de si pode dar vida a uma estrela bailarina."

Beijos, Bruno!

Laís disse...

Acho que esse texto cabe bem ao contexto do qual estou vivendo.Ontem apresentei meu trabalho e sensação maior em meio aos sorriso e lágrimas, foi o estranhamento de mim mesma.A parada é dura, porém obrigatória para interar-se consigo.

Gostei muito do texto é sincero e diz o que tem de dizer, mas qualquer ser pode sentir como se este texto fosse de próprio punho.

Grande Abraço Bruno!

bruno nobru disse...

Cati, bem lembrada a citação.. beijo

bruno nobru disse...

Laís, obrigado pelas palavras.. continuando Nietzsche "só se tem ouvidos para aquilo que se teve como experiência".. tem palavras que, em certos momentos, nos caem como uma luva, me parece que o sentimos pois vivenciamos.. abraço